Notícias de destaque sobre o sistema penitenciário (10)

A imprensa do Paraná vem jogando luz sobre a crise no sistema carcerário (nacional e estadual). A RPC apresentou nesta terça-feira (17) o funcionamento de uma Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), na cidade de Barracão. São 50 em cinco estados do país. O índice de reincidência é de apenas 10%. (RPC TV)

(http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-2edicao/videos/t/foz-do-iguacu/v/associacao-de-protecao-e-assistencia-aos-condenados-da-exemplo-de-ressocializacao/5581425/)

A RPC também mostrou problemas de fuga e superlotação nas unidades do interior do estado. Em Cascavel, houve 15 fugas no último ano. Já a delegacia de Guarapuava está explodindo: são 320 presos para 166 vagas. (RPC TV)

(http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/edicoes/v/parana-tv-mostra-a-situacao-carceraria-em-varias-regioes-do-estado/5583069/)

O secretário estadual de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, aproveitou a reunião desta terça-feira (17) com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para reforçar o apelo para que 28 presos considerados líderes de facções criminosas no estado sejam transferidos para presídios federais. O encontro no Ministério da Justiça tratou também do plano nacional de segurança pública, que será apresentado pelo presidente Michel Temer aos governadores. (Paraná Portal e CBN)

(http://paranaportal.uol.com.br/geral/secretario-de-seguranca-do-parana-pede-remocao-de-28-presos-a-ministro-da-justica/)

(https://cbncuritiba.com/2017/01/17/secretario-da-seguranca-reforca-pedido-de-transferencia-de-lideres-de-faccoes-para-presidios-federais/)

Após a crise deflagrada com as matanças em cadeias de Manaus, Roraima e Natal neste ano, a pressão por vagas no sistema federal aumentou. À beira de atingir o limite adequado de ocupação, os quatro presídios federais de segurança máxima do país têm pedidos em análise para receber pelo menos 104 chefes de organizações criminosas. O fluxo de entradas e saídas mostra que em 2015 o número de presos devolvidos ao estado (155) foi superior ao de incluídos (143) no sistema federal. Já em 2016, 222 detentos entraram, mas apenas 138 saíram. (Gazeta do Povo)

(http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/presidios-federais-estao-quase-no-limite-adequado-de-ocupacao-7z5h0z6rj7dqz3lho04gm5hv7)

Cinco facções criminosas atuam no sistema carcerário paranaense, conforme levantamento do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep). (Gazeta do Povo)

(http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/cinco-faccoes-atuam-nos-presidios-do-parana-pcc-e-disparada-a-mais-ativa-8nwsm75zyez9iu0sqf6odls1n)

Foram realizadas 174.242 audiências de custódia no Brasil até dezembro de 2016, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em 93.734 dos casos, ou 53,8%, o suspeito foi encaminhado para uma unidade prisional, após o flagrante ser convertido em prisão preventiva. Os dados apontam ainda que em 18 das 27 unidades federativas do Brasil os juízes decidem prender mais do que soltar. (Gazeta do Povo)

(http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/audiencias-de-custodia-surtem-efeito-contrario-e-prendem-mais-do-que-soltam-041sbgvkf3x3rp5id4bg6q1f7)