Presos do Paraná participam do Agosto Azul, voltado à saúde do homem

Presos da PCE-UP tiram dúvidas sobre saúde. Foto: Osvaldo Ribeiro/Sesp

Penitenciárias de todo o Paraná participam neste mês da campanha Agosto Azul, que promove ações voltadas à saúde do homem. O trabalho é organizada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) em parceria com o Departamento Penitenciário e foi lançado oficialmente na semana passada no Palácio das Araucárias, em Curitiba.

Em 2017, o tema é Pai, seja presente!, que incentiva a paternidade responsável. A campanha lembra aos homens sobre as mudanças que a paternidade traz ao corpo e a mente e sugere atitudes que devem fazer parte da rotina familiar, com foco em atenção e cuidado. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o homem precisa envolver-se durante a gravidez, participar das consultas de pré-natal e auxiliar a mulher em todas as tomadas de decisões. Também deve se preparar para o nascimento, conhecer os sinais de alerta de parto e os procedimentos do dia D. A campanha ainda lembra que a presença do pai na sala de parto transmite segurança à gestante e é garantida por meio da Lei do Acompanhante.

De acordo com a Sesa, os homens também devem participar do planejamento reprodutivo da família, principalmente em relação aos métodos contraceptivos. Outra atitude que a campanha busca atingir é a divisão igualitária das tarefas domésticas e dos cuidados com o filho.

O Agosto Azul foi instituído no Paraná em 2012 pela Lei nº 17.099. De acordo com o representante da Coordenação Nacional de Saúde do Homem, Juliano Mattos Rodrigues, que participou do lançamento de Pai, seja presente!, o Paraná é único estado do país a desenvolver uma política estadual na área. “É um diferencial e fundamental para o Ministério da Saúde que os estados incentivem e consigam garantir cada vez mais a presença dos homens nos serviços de saúde”, destacou.

Programação

Diversas atividades estão programadas durante todo o mês no sistema prisional paranaense. A primeira foi uma palestra na Penitenciária Central do Estado – Unidade de Progressão (PCE-UP), em Piraquara, na Região de Metropolitana de Curitiba, que aconteceu nesta quarta-feira (9). Profissionais da área da saúde esclareceram dúvidas dos detentos sobre higiene, cuidados com o corpo, sexualidade, prevenção de doenças, paternidade, entre outros. A PCE-UP é trabalhada pelo Depen e pelo Poder Judiciário de maneira especial para que todos os detentos tenham acesso a trabalho e educação. O coordenador estadual da Política de Saúde do Homem, Rubens Bendlin, foi um dos palestrantes.

Na próxima semana, a Colônia Penal Agroindustrial (CPAI) recebe uma palestra em moldes similares. E um mutirão de testes rápidos de Sífilis, Hepatites B e C, HIV e Tuberculose será realizado na Penitenciária Central do Estado (PCE), maior unidade prisional do Paraná, com cerca de 1600 presos.

Cartaz da campanha de 2017