Conselho da Comunidade entrega remédios para o Centro de Triagem

Todos os remédios são aprovados pelo Ministério da Saúde

O Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba entregou nesta terça-feira (22) medicamentos para o Centro de Triagem (CT1) da Polícia Civil. O local abriga presos (a maioria provisórios) que estão em vias de ser transferidos para o sistema penitenciário de Piraquara. Foram entregues unidades de Cloridrato de Ranitidina (indicado para o tratamento de úlceras de estômago), caixas de Paracetamol (alívio de febre, dores leves a moderadas e dores de cabeça), Buscopan (alívio de dores, cólicas e desconforto abdominal) e Dorspan (cólica gastrintestinal).

De acordo com o delegado Roberto Fernandes, a doação visa suprir o atendimento precário do Estado. O CT1 abriga cerca de 100 presos e tentou adquirir os medicamentos junto ao Complexo Médico Penal (CMP) – sem sucesso.

Segundo o agente de cadeia pública Claudinei de Matos, os presos têm reclamado muito do atendimento médico. “Eles costumam demorar ainda de 10 a 15 dias na unidade antes da transferência. E muitos chegam em estado crítico das comarcas ou até mesmo das delegacias locais, por isso nós precisamos do mínimo de cuidado”, afirma. Alguns presos conseguem receber medicação básica da família, mas a maioria não têm acesso a sacolas (insumos que os familiares podem levar).

De acordo com a presidente do Conselho da Comunidade, Isabel Kugler Mendes, o CT1 ainda vai receber 120 kits de higiene pessoal com shampoos, creme dental, escovas de dente, sabonetes e desodorantes. “É o mínimo de dignidade. Eles não podem chegar no sistema penitenciário da forma que são tratados nas comarcas. Nas carceragens comuns nós vemos os principais problemas da execução penal, com grandes quantidades de presos analfabetos, drogaditos e marginalizados”, destaca.

Todos os remédios são aprovados pelo Ministério da Saúde. No final de 2016, a Anvisa aprovou uma nova lista de medicamentos isentos de prescrição contendo analgésicos, antitérmicos, antipiréticos e antiinflamatórios.

Doações

Nos últimos meses, o Conselho da Comunidade repassou para o sistema penitenciário uma câmera que filma em 360°, calcinhas e sutiãs para a penitenciária feminina e material para a reforma de um galpão para atender familiares em Piraquara. O órgão é responsável por ajudar a melhorar o ambiente prisional e a execução individual da pena.