Presos são encontrados mortos na Penitenciária Estadual de Piraquara

Dois presos foram encontrados mortos na madrugada desta quarta-feira (11) na Penitenciária Estadual de Piraquara 1 (PEP 1), na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com o diretor da unidade, eles tinham 23 e 35 anos, e estavam em galerias distintas (5 e 6).

O mais novo foi encontrado enforcado no banheiro, dentro da cela. Ele teria envolvimento com a morte de outro preso, em janeiro deste ano, na Casa de Custódia de Piraquara.

Segundo as primeiras informações, o mais velho morreu após a ingestão de um gatorade, coquetel usado nas penitenciárias brasileiras composto de água e altas doses de cocaína e viagra e que leva à overdose. Esse processo dificilmente culmina na identificação do(s) autor(es). Os agentes penitenciários foram chamados para atender a ocorrência às 3h, mas já encontraram o corpo sem vida.

De acordo com o Depen, as duas celas foram isoladas, os demais presos transferidos para outras galerias e a polícia foi acionada. Uma perícia foi realizada no local nesta quarta (11). Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal para que seja realizado exame de necropsia. Um procedimento interno e um inquérito policial serão abertos para apurar as causas.

O Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba vai vistoriar a penitenciária na próxima segunda-feira (16).

Mortes no Paraná

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, 17 pessoas morreram no sistema penitenciário no primeiro semestre de 2017. De 2014 a 2016, 151 pessoas faleceram sob custódia do Depen: 115 mortes naturais, 18 homicídios e 18 suicídios.

Mortes em 2014
– Mortes naturais: 49 mortes
– Suicídios: 5 mortes
– Homicídios: 7 mortes

Mortes em 2015
– Mortes naturais: 24 mortes
– Suicídios: 7 mortes
– Homicídios: 3 mortes

Mortes em 2016
– Mortes naturais: 42
– Suicídios: 6
– Homicídios: 8

Mortes no primeiro semestre de 2017
– Mortes naturais: 9
– Suicídios: 5
– Homicídios: 3

Instalações da PEP 1