Conselho da Comunidade ajuda a reformar penitenciária feminina

Uma das galerias da Penitenciária Feminina do Paraná, que fica no complexo prisional de Piraquara

O Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba doou neste mês para a Penitenciária Feminina do Paraná (PFP), em Piraquara, material de construção e equipamentos para uma readequação completa da unidade. As doações englobam torneiras, duchas, válvulas, tomadas, tanques e interruptores.

De acordo com a direção da unidade, a reforma visa adequar as mulheres grávidas e as mães com filhos pequenos em um novo espaço e atender o retorno das mulheres do seguro, que estavam sob custódia no Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, desde a rebelião de março deste ano. Agora, a unidade voltou a abrigar presas de diferentes perfis.

As presas do seguro vão passar a ocupar a galeria A, que é dentro do prédio administrativo da unidade. As mães, que ficavam ali, serão encaminhadas para um novo ambiente, que antevê as duas primeiras grandes galerias da PFP. Dessa maneira, a direção busca evitar o contato entre as presas comuns e as do seguro.

Para a presidente do Conselho da Comunidade, a medida é importante também para readequar a unidades para um perfil mais feminino. “Nossas penitenciárias não foram construídas para mulheres. Elas são totalmente masculinizadas. A tentativa de reformar os espaços atende justamente essa necessidade, de fazer celas um pouco mais humanas, mais específicas. A mulher é diferente. Ela precisa de um cuidado especial, principalmente as que mantêm os filhos dentro da unidade prisional”, afirma Isabel Kugler Mendes.

No último mês, o Conselho também entregou 170 sutiãs e 190 calcinhas para a PFP. A doação respondeu a um pedido das próprias presas. De acordo com elas, muitas chegam na unidade apenas com a roupa do corpo e não recebem visita de familiares para pedir uma nova peça de roupa íntima.

MAIS: histórias das mães de Piraquara.

MAIS: óculos, escovas de dente e sistema biométrico: Conselho da Comunidade ajuda unidades da RMC.