Conselho da Comunidade doa material escolar para o sistema penitenciário

O Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba entregou nesta semana mais um lote de material escolar para os presos que buscam um recomeço através dos estudos. Em junho, o órgão já havia investido no sistema educacional das pessoas privadas de liberdade com a doação de 500 cadernos quadriculados (48 folhas), mil canetas de tinta azul, mil lápis pretos, 500 borrachas, 250 apontadores, cem resmas de papel A4 e 150 caixas de lápis de cor, que atenderam cerca de 2,5 mil internos-alunos.

À pedido do CEEBJA Mário Faraco, que coordena as aulas das dez penitenciárias da RMC, o órgão entregou desta vez mais uma grande quantidade de papel sulfite, apontadores, lápis, lápis de cor, cadernos e canetas. Atualmente, 167 professores e pedagogos trabalham em três turnos e a rotatividade de material e de presos é muito alta.

Os 2,5 mil estudantes correspondem a cerca de 20% do universo prisional dos complexos de Piraquara, Pinhais, Lapa, Araucária e São José dos Pinhais, atendidos periodicamente pelo Conselho da Comunidade. Segundo dados da coordenação de educação, qualificação e profissionalização dos apenados, em junho cerca de 1,5 mil presos estudavam na segunda fase do ensino fundamental, 400 na primeira etapa (até o 5º ano) e 400 no Ensino Médio.

Os materiais também atendem a preparação final dos presos do sistema penitenciário para as provas do ENEM e do ENCCEJA (certificação do Ensino Médio), que acontecem a partir da semana que vem.

Outras doações

O Conselho da Comunidade também entregou doações para a Colônia Penal Agroindustrial e a Casa de Custódia de Curitiba neste mês. Para o centro de regime semiaberto, em Piraquara, o órgão doou um computador para os trabalhos do Conselho Disciplinar da unidade e colchões de casal para a casa de visitas íntimas, com intuito de preservar a humanidade da execução penal e o convívio familiar em condições minimamente saudáveis.

Já para a Casa de Custódia de Curitiba, que fica entre a CIC e Araucária, o Conselho doou um microondas para ser instalado no pátio de visitas. Ele foi solicitado por presos e familiares para aquecer as refeições que esfriam durante as viagens.

Neste ano, o Conselho também ajudou a unidade a instalar banheiros com chuveiro quente para pais e mães que vêm do interior para visitar os filhos. Essa unidade abriga os presos do “seguro” (oposição às facções, envolvimento com policiais ou crimes sexuais) de todo o Paraná.

Pátio de visitas da Casa de Custódia de Curitiba

MAIS: Conselho da Comunidade doa utensílios de cozinha para curso de panificação na penitenciária feminina.

MAIS: Óculos, escovas de dente e sistema biométrico: Conselho da Comunidade ajuda unidades da RMC.