Três presos são mortos na Casa de Custódia de Curitiba

Casa de Custódia de Curitiba está localizada no bairro Cidade Industrial

Três presos foram mortos na noite deste domingo (14) na Casa de Custódia de Curitiba (CCC), no bairro Cidade Industrial. Bruno Aparecido Guedes, 30 anos, Marcos Germano dos Santos, 36, e Giusepe Luiz dos Santos, 36, foram mortos pouco tempo depois do horário de visitas. Eles dividiam a mesma cela.

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp) afirmou que uma disputa interna entre os detentos pode ter provocado as mortes. A informação foi confirmada ao Conselho da Comunidade de Curitiba pela direção da CCC.

De acordo com agentes penitenciários, há disputa no local devido a uma tentativa de aproximação entre a facção que domina a unidade e a maior facção criminosa do país. Os três homens que foram assassinados teriam participado dessa aproximação.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar a motivação do crime e três presos foram levados para a Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) e, conforme o relatório da perícia, armas brancas improvisadas com pedaços da própria estrutura do prédio (estoques) foram usadas nos homicídios.

A Casa de Custódia de Curitiba (CCC) abriga cerca de 620 presos, mas foi construída para apenas 440. A unidade tem três galerias: uma para facções menores e excluídos da principal organização criminosa do país e duas para presos que foram condenados por crimes ligados a mulheres e crianças.